Logo Copa 2014: design e negócios

20 de agosto de 2010 at 15:45 2 comentários

É um dos momentos mais emocionantes para mim, para a África e para o Brasil. LINK

Com essas palavras Nizan Guanaes classifica o dia 08 de julho de 2010, quando foi lançado oficialmente o logotipo da Copa do Mundo FIFA 2014. De fato! Pra mim também seria o dia mais emocionante se minha agência fizesse o logotipo de uma Copa. Grana, prestígio, mídia, mídia e mais mídia, mais clientes, entrar para história. Eu ficaria bem feliz mesmo.

Nizan fundou o Grupo ABC, um dos 20 maiores grupos de publicidade do mundo. Mas, voltamos a falar sobre Nizan e suas empresas na parte 2 do artigo. Vamos ao logotipo, sua forma, aplicações, protestos, outros projetos da mesma linha e etc.

PARTE 1: O DESIGN

Forma

Agora que é oficial, podemos comentar e discutir o logotipo sob a luz do design e seus paradigmas.

“É uma porcaria”, diz Wollner em entrevista para o Terra Magazine sobre o logotipo. E não posso deixar de concordar. A idéia (por si mesma) até que é interessante pois, todos os jogadores de futebol do mundo sonham em levantar a Taça FIFA. É uma idéia bacana e não havia sido muito explorada ainda (somente o logo da Copa de 2002 que usa a taça como tema. Em 1966 e 1978 existem menções a ela). Contudo, uma boa idéia com execusão pobre fica apenas nisso, numa boa idéia. E, a meu ver, é o que acontece com esse logotipo. Simples assim. E não digo isso sob o prisma da estética, essa que se forma nos olhos de quem vê, mas sob o prisma do desenho.

Compartilho muito da visão da prof. Priscila Farias, da FAU-USP:

A ideia de utilizar formas que lembram mãos não é ruim, mas as formas estão terrivelmente mal resolvidas, e isso faz com que a figura, como um todo, pareça fraca, transmitindo a sensação de um desenho improvisado e pouco profissional, um tanto infantil e ingênuo, ao mesmo tempo sem a graça de um desenho de criança, ou a espontaneidade de algo genuinamente naif. Link

Para muitos não lembra uma taça mas sim alguém com a mão no rosto, com vergonha; outros veem mãos que seguram uma bola, essa, definitivamente, uma impressão que vai contra a regra mais básica do esporte que está representando. Um logotipo ao ser projetado deve ser visto sob todos os ângulos possíveis e ser levado em consideração qualquer interpretação do desenho. Claro que isso não significa que por uma ou outra o projeto não vá funcionar, mas deve-se ter lucidez disso, até para não passar vergonha na hora da apresentação ao cliente. Sabe aquela história de pegar o print do logo em diversos tamanhos, colar na parede e ficar observando por um tempo? Então… mas isso queridos é “mania desnecesária de designers”. Falando ainda sobre tamanhos, talvez o trabalho tenha sérios problemas em tamanhos diminutos. Veja:

E já, desde o começo, podemos ver problemas de reprodução. A Coca-Cola lançou uma latinha especial em comemoração a Copa por aqui. Olha que maravilha que o logotipo ficou:

Foto: José Roitberg

Blog Coca-Cola Conversation

Foi usado uma versão com um “sombreado branco” + outline no 2014. Mas com certeza tal aplicação foi prevista no Manual de Marca… certo? Aliás, alguém ouviu falar em manual? Quem precisa disso!

E antes que digam que pode existir limitação na reprodução em latinhas, pergunto: não é tarefa do designer (gente, DESIGNER!) levantar essas informações e projetar um logotipo que funcione em tais meios ou mesmo aplicações dignas?

E não só isso. Cores, proporções, aqueles ® e ©…

Mas o que mais se perde é a tipografia. Com certeza o que tem de mais problemático nesse logo. Não existe, a meu ver, qualquer tratamento tipográfico no BrASil e muito menos no 2014. Vou arriscar dizer que não houve a menor preocupação com a tipografia, pois um typedesigner ou mesmo designer que preze por seu trabalho jamais usaria uma mistura de caixa-alta com caixa-baixa no nome do país com um L(éle) que não se sabe se é maiúsculo ou minúsculo, sem qualquer critério aparente.

Claro, hoje tudo é possível e todas as possibilidades são válidas, mas num evento desse porte, dessa importância, num job que, talvez, só se tem a oportunidade de fazer uma vez na vida, ter um (não menos que) excelente projeto tipográfico exclusivo é quase um dever. Qual o problema de se procurar a comunidade brasileira de typedesigners para tocar essa parte tão importante do projeto? Como sempre digo, temos tanta gente boa por aqui que fazer isso sozinho não se justifica. E esse talento e domínio brasileiro da técnica tipográfica é de tão alto nível que já é reconhecida internacionalmente. Só um exemplo: o tipo atualmente usado na comunicação da Adidas, incluindo as camisas das seleções patrocinadas pela marca, foi feita por um brasileiro, o Yomar Augusto. Repito: não se justifica, com o tamanho do projeto e da verba. Como Wollner comenta na entrevista, “o designer deve coordenar esses tipos de projetos”. Ele, mais que ninguém, saberá da importancia de se ter uma equipe especializada, com pessoas experts a frente de pontos diversos do projeto, buscando a maior qualidade possível. Esse é o papel de uma agência: agenciar.

Outro problema são os espaços em branco, mal trabalhados. Bons projetos levam isso em consideração, como no caso do TCC da Karina Campana, que vamos ver mais abaixo.

É um trabalho para entrar para história, para virar case dissecado por estudantes, para o designer e todos os participantes mostrarem para os netos e os netos mostrarem para seus netos com orgulho. É uma oportunidade imensurávelmente incrível para o designer e toda equipe, para a agência, para a história do Design nacional. Infelizmente tenho que responder ao Prof. João de Souza Leite (em seu artigo sobre o projeto em nome da ADG): visto desse prisma, sim, foi uma oportunidade desperdiçada.

E como se não bastasse, o Rodrigo do DesignFlakes encontrou essa imagem no ShutterStock que é, no mínimo, intrigante.

“Daniel, vamos fazer um protesto, site-blog-tumblr-concurso, abaixo assinado, vaquinha, fogueira, motim, rebelião…”

Clique para continuar lendo

fonte: logobr.wordpress.com

Poderá gostar também de:

Gravação do programa rindo à toa

Números da classe D brasileira

Propagandas de camisinhas e notebook

Anúncios

Entry filed under: Variados. Tags: , , , , , , , , .

No Japão, máquina de bebidas detecta pessoas e faz sugestões Camisinha Durex – a propaganda

2 Comentários Add your own

  • 1. Daniel Campos  |  22 de agosto de 2010 às 12:43

    Olá pessoal!

    Muito obrigado por terem tão prontamente atendido nosso pedido. Muito gentil da parte de vocês. =)

    Abraços

    Responder
  • 2. Daniel Campos  |  20 de agosto de 2010 às 16:26

    Olá!
    Como vai? Espero que muito bem.
    Meu nome é Daniel, sou editor do LOGOBR.

    Quero, antes de mais nada, agradecer pelo prestígio de colocar nosso artigo no seu blog. é um prazer e uma honra.

    Gostaria de pedir, or razões de política de proteção ao conteúdo, que nao deixasse o texto na integra por aqui. Por favor, deixe apenas metade ou menos e no fim coloque o link para o artigo original, no LOGOBR.

    Desde já agradecemos pelo cooperaçao.
    Aguardando um retorno

    Mais uma vez, obrigado pela parceria.
    abs

    Daniel Campos
    Editor

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Top of Mind

Nosso contato

quasepublicitarios@gmail.com

Envie suas dicas
Compartilhe seus trabalhos
Sugira algum conteúdo
Tire suas dúvidas
Solicite uma parceria

Quase recomenda blogs

Frase da vez

"O melhor jeito de ser mais atento e menos ingênuo, é ler demais e assistir de menos."

Satre Júnior

Verbetes da vez

COPIÃO - Primeira seleção montada das cenas - filmadas - de um comercial, para análise e decisão final sobre a montagem ou edição. (Ver Edição e Montagem)

COPY - Texto, em inglês. Termo utilizado para definir o texto de uma peça publicitária.

COPYRIGHT - Direito legal de propriedade de um texto, frase, livro, obra de arte, música ou qualquer outra forma de expressão.

Slogans da vez

Brahama - A número 1! / Refresca até pensamento!

Unimed - O melhor plano de saúde é viver. O segundo é UNIMED.

Quick - Faz do leite uma alegria.

Anúncio da vez

Shopping Piracicaba

All Type da vez

Clique para aumentar

Material Esportivo

Garoto propaganda da vez

Tony the tiger

A marca da vez

Clique com a roda do mouse

Hugo Boss

QUASE no facebook

Adicione o QUASE no orkut

QUASE no Twitter

Siga o QUASE no twitter

Quase no YouTube

Acompanhe o canal do QUASE no youtube

Posts anteriores

Pérolas da vez

Aluno diz: - profª, podemos fazer um intervalinho; Profª responde: - é, é o filme uma linda mulher. Pode alugar que é bom.
***
Profª diz: Estão vendo este slide? Então, isso é o coração; isso é o bonequinho da oi (apontando para o bonequinho da vivo).
***
Profª diz: Os publicitários devem ser como detetives. Igual aquele detetive "Xerox Holmes" --> Juro que ela falou isso!
***
Prof diz: Semana q vem traz um vídeo do Super Bowl, um vídeo em Jpeg. VÍDEO EM JPEG??? Ai Pai altíssimo. Qta ignorância.
***
Prof. diz: Vamos fazer uma votação pra escolher o melhor jingle. Qual vocês preferem?
Turma responde: Quais os jingles que tem?
Prof. diz: - Só um.
Turma responde: Ué, então vai fazer votação pra que?
***
Prof informa: "Pessoal, não dá pra imprimir branco"
Aluno 1: "Ué, mas e se eu quiser..."
Aluno 2: "E se eu levar na gráfica..."
Aluno 3: "Ué, mas tem um cartaz aí na parede com letras brancas."
Aluno 4: "Mas e se..."
Prof interrompe: "Gente, o branco é o do papel"
Aluno 1: "Mas e se o papel for verde, tem como?"
Aluno 2: "O prof. a parede é branca."
Prof interrompe (meio puto já): "A parede não passou na impressora né?"
***
Prof pergunta: "Quais os 4 P's do marketing"
Aluno responde: "Compras, Comércio, Causas, Cidade"
***
Prof pergunta: "Digam um local no Rio de Janeiro em que morem pessoas da classe A".
Aluno responde: "Brasília"
***
Aguardando o próximo King Kong

Já passaram por aqui:

  • 1,932,169 QuasePublicitário(a)s

Vagas pelo Twitter

@CiadeTalentos - Oferece vagas para jovens profissionais, principalmente para trainees.

@michaelpagebr - Oportunidades para executivos de média e alta gerência.

@asapexec - Recruta profissionais de diferentes funções e mercados.

@vagas - Oferece vagas e dicas sobre cursos.

@DMRH - Trabalha posições com alto grau de complexidade. Portanto, é para profissionais mais experientes.

@job4dev - Oportunidades no mercado de TI.

@vagasnaweb - Oferece estágios e empregos para os profissionais de web.

@EmpregoBrasil - Vagas para profissionais de todos os níveis.

@elancers_net - Site de recrutamento, divulga empregos e publica notícias.

@PCIconcursos - Divulga empregos, estágios e o calendário de concursos públicos.

@curriculumvagas - Anuncia empregos para os mais variados níveis e funções em todo o Brasil.

@link_zero - Oferece vagas para jornalistas.

@frilas - Vagas para projetos específicos e temporários nas áreas de comunicação, publicidade e tecnologia.

@publicijobs - Informações sobre freelances e empregos que possam interessar aos mais variados tipos de profissionais da área da Comunicação.

Twitters das agências

Agência Fischer+Fala!
@FischerFala

Agência Talent
@TalentProp

Agência Loducca
@AgenciaLoducca

Agência DPZ
@dpzpropaganda

Agência Young & Rubicam
@YoungBrasil

Agência Ogilvy
@OgilvyPRBrasil

Agência Almap BBDO
@AlmapBBDO

Agência Lew,Lara TBWA
@LewLaraTBWA

Agência JWT
@JWT_Brasil

Agência Bullet
@blogdabullet

Agência F/Nazca
@fnazca

Agência DM9DDB
@DM9DDB

Agência Click
@agenciaclick

Agência África
@agenciaafrica

Quase é notícia

Quem curte o QUASE…


%d blogueiros gostam disto: