A publicidade gay sai do armário

21 de maio de 2010 at 18:03 2 comentários

Tem gente que gosta e tem gente que não gosta. E no meio disso tudo (no meio no bom sentido, é claro) tem o pessoal da publicidade, que não tá nem aí e quer saber mesmo é de fazer o que sabe de melhor. Propaganda! (você pensou que fosse outra coisa?)

Até recentemente usados como figurantes para atingir os heterossexuais, os gays tornam-se o público-alvo da propaganda.

Em um comercial do uísque Johnnie Walker, duas mulheres aparecem juntas numa cerimônia de casamento. Elas não são as madrinhas. São noivas e vão casar na igreja. Em outro filme, da companhia de telefonia móvel T-Mobile, dois homens anunciam telefonemas gratuitos para casais.

Cenas como essas evidenciam que, depois das novelas e dos programas do tipo reality show, os gays estão finalmente tomando conta da publicidade. Nos Estados Unidos, mercado onde a propaganda movimenta 175 bilhões de dólares por ano, é crescente o número de marcas que começam a incluir homossexuais em suas campanhas, com mensagens explicitamente dirigidas a esse público.

“Existe uma diferença entre a propaganda com homossexuais, que não é nova, e o marketing para homossexuais, que começa a despertar”, diz o americano Mike Wilke, diretor da Commercial Closet, uma ONG que monitora a imagem dos homossexuais na propaganda de grandes empresas. “Até recentemente os gays eram figurantes para atingir o público hétero, seja pelo ar de modernidade, pelo estilo, seja mesmo pelo humor. Agora se tornaram o alvo da mensagem.” Isso tem menos a ver com diversidade ou tendências politicamente corretas do que com negócio. Os gays são, comprovadamente, um público de altíssimo poder aquisitivo. Vender para eles compensa.

Cerca de um terço das companhias listadas no ranking das 500 maiores da revista Fortune já incluem o mercado gay em suas ações de marketing. Empresas como Miller ou Cartier estão de olho num poder de consumo estimado em 641 bilhões de dólares (veja quadro). O avanço na publicidade se dá num momento em que os homossexuais comemoram conquistas importantes nos escritórios. Cerca de 90% das grandes companhias americanas protegem seus funcionários de insultos relacionados a preferências sexuais e 50% delas estendem os benefícios oferecidos aos empregados a parceiros do mesmo sexo. “As mudanças no ambiente corporativo contribuem para que as empresas finalmente olhem para essas pessoas como consumidores”, diz Wilke. O resultado é que pipocam na TV americana comerciais como o da American Express, que mostra a atriz Ellen De Generis, homossexual assumida, como garota-propaganda, ou o da Diet Pepsi, em que um belo homem que caminha pela rua atrai o olhar do ator Carson Kressley, um dos hilários gays do seriado Queer Eye for the Straight Guy.

Algumas companhias estão incluindo gays em suas ações de marketing por influência dos próprios consumidores — sejam eles homossexuais ou não. É o caso da Unilever. Ao lançar a linha Seda nos Estados Unidos, a empresa pretendia atingir mulheres na faixa dos 20 anos de idade. Pesquisas com mais de 500 jovens americanas mostraram que elas têm enorme simpatia por homens gays — e prefeririam usar um novo xampu recomendado por um amigo homossexual a um produto indicado por outra mulher. Motivada por esse resultado, a Unilever contratou atores homossexuais para ser os garotos-propaganda da linha, que terá investimento de marketing de 200 milhões de dólares em um ano.

Nos Estados Unidos, a propaganda com personagens gays já responde por mais da metade dos anúncios na mídia dirigida a homossexuais. Há apenas três anos, ela representava menos de 10% do total. O efeito americano começa a ser sentido em outras partes do mundo. Na Europa, segundo Wilke, os países mais avançados são a França, a Inglaterra e a Alemanha. “Muitos esperariam que a Holanda ou os países da Escandinávia fossem progressistas nesse assunto, mas não é o que acontece”, diz. No Brasil, a presença de homossexuais na publicidade ainda é rara. “A diversidade ainda é muito pouco retratada na mídia brasileira”, afirma a publicitária Christina Carvalho Pinto, presidente da Full Jazz Comunicação. “A comunicação está atrasada em relação ao que acontece na sociedade.”

O marketing GLS é alguns dos principais números do mercado e da publicidade gay nos EUA.

641 bilhões de dólares é o poder de compra estimado da população gay e lésbica.

232 milhões de dólares é quanto as companhias americanas gastaram em publicidade gay em 2005.

175 é o número de empresas que fazem marketing direcionado a esse público.

Em 2005, a Unimed Blumenau veiculou um outdoor que mostrava uma foto de dois homens abraçados acompanhada da frase “Plano familiar Unimed — para todo tipo de família”. A empresa recebeu e-mails de apoio à campanha. No início deste ano, a fabricante de preservativos DKT teve um outdoor retirado de circulação por recomendação do Conselho Nacional de Auto-Regulamentação Publicitária (Conar). A peça mostrava dois homens se beijando sutilmente. De acordo com o Conar, o problema não era a imagem dos gays, mas a conotação sexual da peça e do produto. Na construtora paulista Tecnisa, cujas vendas de apartamentos para o público gay representam 12% do faturamento, o marketing para homossexuais é realizado na mídia especializada. “Queremos mostrar que somos uma empresa amigável para gays”, diz Romeo Busarello, diretor de marketing da Tecnisa.

Fonte: Exame

Poderá gostar também de:

Alguns e-books pra baixar

Pesquisa confirma que estudantes de publicidade são gays

Inspiração pra você criar logomarcas

Anúncios

Entry filed under: Variados. Tags: , , , , , , .

Marcas formadas por siglas Faixa de pedestres como mídia

2 Comentários Add your own

  • 1. Osvaldo Junior  |  8 de abril de 2011 às 10:27

    Gostaria de saber como posso divulgar minha empresa num site especializados e quais estes sites destinados ao publico lgbt. tenho um comercio e kero torna-lo gay-friendly. assim gostaria de saber das formas de divulgação, modos e valores . abraço

    Responder
    • 2. quasepublicitarios  |  8 de abril de 2011 às 17:46

      Junior,

      Infelizmente não tenho essa informação. Esse post em que vc comentou foi retirado do site da revista Exame (como mostra a fonte) e portanto, sobre o tema, não conheço mais do que está escrito na matéria.

      Abraços

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Top of Mind

Nosso contato

quasepublicitarios@gmail.com

Envie suas dicas
Compartilhe seus trabalhos
Sugira algum conteúdo
Tire suas dúvidas
Solicite uma parceria

Quase recomenda blogs

Frase da vez

"O melhor jeito de ser mais atento e menos ingênuo, é ler demais e assistir de menos."

Satre Júnior

Verbetes da vez

COPIÃO - Primeira seleção montada das cenas - filmadas - de um comercial, para análise e decisão final sobre a montagem ou edição. (Ver Edição e Montagem)

COPY - Texto, em inglês. Termo utilizado para definir o texto de uma peça publicitária.

COPYRIGHT - Direito legal de propriedade de um texto, frase, livro, obra de arte, música ou qualquer outra forma de expressão.

Slogans da vez

Brahama - A número 1! / Refresca até pensamento!

Unimed - O melhor plano de saúde é viver. O segundo é UNIMED.

Quick - Faz do leite uma alegria.

Anúncio da vez

Shopping Piracicaba

All Type da vez

Clique para aumentar

Material Esportivo

Garoto propaganda da vez

Tony the tiger

A marca da vez

Clique com a roda do mouse

Hugo Boss

QUASE no facebook

Adicione o QUASE no orkut

QUASE no Twitter

Siga o QUASE no twitter

Quase no YouTube

Acompanhe o canal do QUASE no youtube

Posts anteriores

Pérolas da vez

Aluno diz: - profª, podemos fazer um intervalinho; Profª responde: - é, é o filme uma linda mulher. Pode alugar que é bom.
***
Profª diz: Estão vendo este slide? Então, isso é o coração; isso é o bonequinho da oi (apontando para o bonequinho da vivo).
***
Profª diz: Os publicitários devem ser como detetives. Igual aquele detetive "Xerox Holmes" --> Juro que ela falou isso!
***
Prof diz: Semana q vem traz um vídeo do Super Bowl, um vídeo em Jpeg. VÍDEO EM JPEG??? Ai Pai altíssimo. Qta ignorância.
***
Prof. diz: Vamos fazer uma votação pra escolher o melhor jingle. Qual vocês preferem?
Turma responde: Quais os jingles que tem?
Prof. diz: - Só um.
Turma responde: Ué, então vai fazer votação pra que?
***
Prof informa: "Pessoal, não dá pra imprimir branco"
Aluno 1: "Ué, mas e se eu quiser..."
Aluno 2: "E se eu levar na gráfica..."
Aluno 3: "Ué, mas tem um cartaz aí na parede com letras brancas."
Aluno 4: "Mas e se..."
Prof interrompe: "Gente, o branco é o do papel"
Aluno 1: "Mas e se o papel for verde, tem como?"
Aluno 2: "O prof. a parede é branca."
Prof interrompe (meio puto já): "A parede não passou na impressora né?"
***
Prof pergunta: "Quais os 4 P's do marketing"
Aluno responde: "Compras, Comércio, Causas, Cidade"
***
Prof pergunta: "Digam um local no Rio de Janeiro em que morem pessoas da classe A".
Aluno responde: "Brasília"
***
Aguardando o próximo King Kong

Já passaram por aqui:

  • 1,871,688 QuasePublicitário(a)s

Vagas pelo Twitter

@CiadeTalentos - Oferece vagas para jovens profissionais, principalmente para trainees.

@michaelpagebr - Oportunidades para executivos de média e alta gerência.

@asapexec - Recruta profissionais de diferentes funções e mercados.

@vagas - Oferece vagas e dicas sobre cursos.

@DMRH - Trabalha posições com alto grau de complexidade. Portanto, é para profissionais mais experientes.

@job4dev - Oportunidades no mercado de TI.

@vagasnaweb - Oferece estágios e empregos para os profissionais de web.

@EmpregoBrasil - Vagas para profissionais de todos os níveis.

@elancers_net - Site de recrutamento, divulga empregos e publica notícias.

@PCIconcursos - Divulga empregos, estágios e o calendário de concursos públicos.

@curriculumvagas - Anuncia empregos para os mais variados níveis e funções em todo o Brasil.

@link_zero - Oferece vagas para jornalistas.

@frilas - Vagas para projetos específicos e temporários nas áreas de comunicação, publicidade e tecnologia.

@publicijobs - Informações sobre freelances e empregos que possam interessar aos mais variados tipos de profissionais da área da Comunicação.

Twitters das agências

Agência Fischer+Fala!
@FischerFala

Agência Talent
@TalentProp

Agência Loducca
@AgenciaLoducca

Agência DPZ
@dpzpropaganda

Agência Young & Rubicam
@YoungBrasil

Agência Ogilvy
@OgilvyPRBrasil

Agência Almap BBDO
@AlmapBBDO

Agência Lew,Lara TBWA
@LewLaraTBWA

Agência JWT
@JWT_Brasil

Agência Bullet
@blogdabullet

Agência F/Nazca
@fnazca

Agência DM9DDB
@DM9DDB

Agência Click
@agenciaclick

Agência África
@agenciaafrica

Quase é notícia

Quem curte o QUASE…


%d blogueiros gostam disto: