Publicidade: ontem x hoje (parte 2 – final)

15 de abril de 2010 at 18:34 Deixe um comentário

O post abaixo completa o tema “diferenças entre a publicidade ontem x hoje, que foi lançado à alguns posts atrás. O texto tá bem bacana e completo. Pode ler que você vai gostar. Embora eu saiba que você não gosta muito de ler né?

Por uma questão de organização vamos dividir este post em três partes – a Pré-História da Publicidade, a Antiguidade Clássica e a Era Moderna, que são os dias atuais.

Eu que trabalhei em Publicidade em quatro países* (embora um deles, Moçambique, fizesse parte, na altura, de Portugal) e durante cerca de 35 anos, apanhei o fim da Pré-História, toda a Antiguidade Clássica e os primórdios da Era Moderna. É um pouco dessa experiência que vou tentar partilhar, de uma forma simples e sucinta.

Nos anos mais longínquos, o slogan de que mais se fala é o célebre Primeiro estranha-se e depois entranha-se, criado por Fernando Pessoa para definir o sabor inesperado da Coca Cola.

Digamos que como publicitário Pessoa é um grande Poeta. Não sei se a fraca qualidade do texto terá contribuido para o afastamento da Marca, que só voltaria ao nosso mercado muitos anos depois.

Os anuncios eram essencialmente feitos para a Imprensa e baseavam-se numa ilustração, com um pequeno texto, em que até as letras eram desenhadas à mão.

Os Pintores Carlos Botelho, famoso pelos seus quadros de Lisboa, D.Thomaz de Mello(Tom) que reinava no mundo dos stands e das exposições, João Câmara Leme, Sebastião Rodrigues ou Luís Filipe Abreu, são alguns dos nomes sonantes da época.

Na Antiguidade Clássica descobriu-se o poder dos textos.

Os Escritores, debaixo de olho pela Pide e pela Censura, e com poucas hipóteses de empregos convencionais, encontravam nos seus trabalhos para as Agências de Publicidade, muitas vezes como free lancers, uma forma de arredondarem os proveitos mensais.

Na Belarte, uma das maiores empresas dessa altura, tive o prazer e a honra de, eu um puto de 17 anos, ter trabalhado com o Ary dos Santos, que irrompia atelier adentro a declamar Aristóteles, visita de casa de minha Avó, não acharia esquisita esta forma de estar só.

Preparava então o seu livro Adereços, Endereços, de que ainda guardo um exemplar autografado.
É dele uma das mais bonitas, e eficazes, Campanhas de então – a Minha Lã, Meu Amor encomendada pela Woolmark.

Noutra Agência, a Publiarte, viria a trabalhar com o Luís Sttau Monteiro e o José Cardoso Pires, eu como maquetista, visualizador como agora se chama, e eles como copywriters.

Mas também o Manuel da Fonseca, com quem tive almoçaradas de horas, ouvindo histórias intermináveis, o Orlando Costa, pai do Ricardo e do António Costa, director da Marca, o Urbano Tavares Rodrigues e tantos outros, davam o tom intelectual e de esquerda que a profissão tinha, então.

A língua técnica era o Francès com os depliants, desdobráveis que se transformaram em flyers, as maquettes, na actualidade layouts, os croquis que sãos agora os roughs, e por aí fora.
Começavam a fazer-se os primeiros Filmes para Televisão, com produções muito rudimentares.

Trabalhava eu, então, na Ciclorama do António Cunha Telles, por onde passavam, todos os dias, o Fernando Lopes, o Paulo Rocha ou o António Macedo. Os reis dos filmes de Animação eram o Mário Neves, pai do talentoso Mário Jorge, e o João Martins, com quem fiz vários trabalhos.

As Agências, até aqui nacionais em exclusivo, começaram a ser compradas por multinacionais.

A Martins da Hora tornou-se McCann, a DC3, Abrinicio, entre dezenas de outros casos.

Estava prestes a entrar-se na Era Moderna em que os Escritores, os Gráficos vindos da António Arroio e das Belas Artes, seriam substituidos, e bem quanto a mim, pelos técnicos de Comunicação, de Relações Públicas, de Gestão, etc.

Ter-se-á perdido alguma boémia, romantismo e irreverência, mas ganhou-se, com certeza, mais eficácia e profissionalismo. Espero eu…

O primeiro sintoma de mudança foi o surgimento do Inglês como língua oficial.

Webdesigners, Consultants, Concept Board passaram a ser palavras habituais.

Tagline, Bodycopy, Packshot ou Buzzwords entraram nos diálogos diários de publicitários, no geral jovens recém formados, com os seus clientes, product managers, vindos de uma formação académica muito similar.

A técnica de produção evoluiu imenso, introduz-se o humor em muitas das peças veiculadas, medem-se os resultados, comparam-se as diversas abordagens, os media planners escolhem criteriosamente os media mais indicados para cada produto.

…E agora, qual será a próxima etapa da Publicidade?

fonte: ogalodebarcelosaopoder.blogspot.com

Poderá gostar também de:

Você tem cachorro? Sim? Então compre esta ração.

Pra descontrari, assista o clipe de Eduardo e Mônica.

Algumas campanhas rejeitadas.

Anúncios

Entry filed under: Variados. Tags: , , , , .

Ministério da Saúde – Doação de órgãos Todos os slogans da Coca-Cola

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Top of Mind

Nosso contato

quasepublicitarios@gmail.com

Envie suas dicas
Compartilhe seus trabalhos
Sugira algum conteúdo
Tire suas dúvidas
Solicite uma parceria

Quase recomenda blogs

Frase da vez

"O melhor jeito de ser mais atento e menos ingênuo, é ler demais e assistir de menos."

Satre Júnior

Verbetes da vez

COPIÃO - Primeira seleção montada das cenas - filmadas - de um comercial, para análise e decisão final sobre a montagem ou edição. (Ver Edição e Montagem)

COPY - Texto, em inglês. Termo utilizado para definir o texto de uma peça publicitária.

COPYRIGHT - Direito legal de propriedade de um texto, frase, livro, obra de arte, música ou qualquer outra forma de expressão.

Slogans da vez

Brahama - A número 1! / Refresca até pensamento!

Unimed - O melhor plano de saúde é viver. O segundo é UNIMED.

Quick - Faz do leite uma alegria.

Anúncio da vez

Shopping Piracicaba

All Type da vez

Clique para aumentar

Material Esportivo

Garoto propaganda da vez

Tony the tiger

A marca da vez

Clique com a roda do mouse

Hugo Boss

QUASE no facebook

Adicione o QUASE no orkut

QUASE no Twitter

Siga o QUASE no twitter

Quase no YouTube

Acompanhe o canal do QUASE no youtube

Posts anteriores

Pérolas da vez

Aluno diz: - profª, podemos fazer um intervalinho; Profª responde: - é, é o filme uma linda mulher. Pode alugar que é bom.
***
Profª diz: Estão vendo este slide? Então, isso é o coração; isso é o bonequinho da oi (apontando para o bonequinho da vivo).
***
Profª diz: Os publicitários devem ser como detetives. Igual aquele detetive "Xerox Holmes" --> Juro que ela falou isso!
***
Prof diz: Semana q vem traz um vídeo do Super Bowl, um vídeo em Jpeg. VÍDEO EM JPEG??? Ai Pai altíssimo. Qta ignorância.
***
Prof. diz: Vamos fazer uma votação pra escolher o melhor jingle. Qual vocês preferem?
Turma responde: Quais os jingles que tem?
Prof. diz: - Só um.
Turma responde: Ué, então vai fazer votação pra que?
***
Prof informa: "Pessoal, não dá pra imprimir branco"
Aluno 1: "Ué, mas e se eu quiser..."
Aluno 2: "E se eu levar na gráfica..."
Aluno 3: "Ué, mas tem um cartaz aí na parede com letras brancas."
Aluno 4: "Mas e se..."
Prof interrompe: "Gente, o branco é o do papel"
Aluno 1: "Mas e se o papel for verde, tem como?"
Aluno 2: "O prof. a parede é branca."
Prof interrompe (meio puto já): "A parede não passou na impressora né?"
***
Prof pergunta: "Quais os 4 P's do marketing"
Aluno responde: "Compras, Comércio, Causas, Cidade"
***
Prof pergunta: "Digam um local no Rio de Janeiro em que morem pessoas da classe A".
Aluno responde: "Brasília"
***
Aguardando o próximo King Kong

Já passaram por aqui:

  • 1,896,664 QuasePublicitário(a)s

Vagas pelo Twitter

@CiadeTalentos - Oferece vagas para jovens profissionais, principalmente para trainees.

@michaelpagebr - Oportunidades para executivos de média e alta gerência.

@asapexec - Recruta profissionais de diferentes funções e mercados.

@vagas - Oferece vagas e dicas sobre cursos.

@DMRH - Trabalha posições com alto grau de complexidade. Portanto, é para profissionais mais experientes.

@job4dev - Oportunidades no mercado de TI.

@vagasnaweb - Oferece estágios e empregos para os profissionais de web.

@EmpregoBrasil - Vagas para profissionais de todos os níveis.

@elancers_net - Site de recrutamento, divulga empregos e publica notícias.

@PCIconcursos - Divulga empregos, estágios e o calendário de concursos públicos.

@curriculumvagas - Anuncia empregos para os mais variados níveis e funções em todo o Brasil.

@link_zero - Oferece vagas para jornalistas.

@frilas - Vagas para projetos específicos e temporários nas áreas de comunicação, publicidade e tecnologia.

@publicijobs - Informações sobre freelances e empregos que possam interessar aos mais variados tipos de profissionais da área da Comunicação.

Twitters das agências

Agência Fischer+Fala!
@FischerFala

Agência Talent
@TalentProp

Agência Loducca
@AgenciaLoducca

Agência DPZ
@dpzpropaganda

Agência Young & Rubicam
@YoungBrasil

Agência Ogilvy
@OgilvyPRBrasil

Agência Almap BBDO
@AlmapBBDO

Agência Lew,Lara TBWA
@LewLaraTBWA

Agência JWT
@JWT_Brasil

Agência Bullet
@blogdabullet

Agência F/Nazca
@fnazca

Agência DM9DDB
@DM9DDB

Agência Click
@agenciaclick

Agência África
@agenciaafrica

Quase é notícia

Quem curte o QUASE…


%d blogueiros gostam disto: