Resenha do livro Raciocínio Criativo na Publicidade

3 de fevereiro de 2010 at 05:54 11 comentários

A resenha do livro Racícionío Criativo na Publicidade, de Stalimir Vieira. Aqui o autor desvenda os mistérios que existem por trás da criatividade. De onde vem; como conseguí-la; o que é preciso para ser criativo e por aí vai. O livro é de fácil leitura, não tem mistério. Dá pra ler em 2 ou 3 dias. Veja a resenha abaixo:

IDENTIFICAÇÃO DA OBRA

Livro Raciocínio Criativo na Publicidade

Autor: Stalimir Vieira

Editora: Martins Fontes – 5ª Edição

APRESENTAÇÃO

Neste livro, o autor expõe de onde vem a criatividade necessária à criação publicitária. O autor argumenta que a criatividade não é algo mágico que vem apenas para pessoas predestinadas. Para isso, utiliza-se de alguns exemplos práticos vivenciados durante sua trajetória profissional, no Brasil e fora do País.

DESCRIÇÃO DA ESTRUTURA

O livro Raciocínio Criativo na Publicidade não possui uma estruturação dividida em capítulos, todo o seu desenrolar se dá em uma única seção. A narração conta fatos da vida do próprio autor durante pouco mais de 100 páginas.

DESCRIÇÃO DO CONTEÚDO

O livro conta com a introdução de Sérgio Menezes, professor de redação publicitária das Faculdades Curitiba, que faz muitos elogios e o utiliza em suas aulas. Aqui encontramos a introdução básica sobre o que é ser um profissional de criação, o mito de que a criação é inspiração ou mediunidade é jogado fora.

Uma das virtudes da narrativa está em enfatizar a necessidade constante do futuro profissional em buscar mais e melhores informações todo o tempo, pois esses dados, serão a base do processo de criação. O Raciocínio criativo na publicidade trabalha também os inúmeros tempos existentes entre o início do problema e a solução criativa: o briefing, as maneiras de abordar o problema, a desmontagem do briefing, o processo combinatório da criação, as pausas necessárias, o momento de avançar, recuar ou começar de novo.

Em todo o momento, o livro mostra que o profissional de criação está sempre trabalhando, buscando referências, melhorando a qualidade das informações, observando o que está ao nosso redor, questionando, valorizando o que vemos, ouvimos, vivemos e sentimos. O autor também mostra que sem inteligência, curiosidade e informação não há boa propaganda.

ANÁLISE CRÍTICA

O livro não me pareceu uma boa leitura, senti que o autor enrolou o assunto durante as mais das cem páginas que inclusive não tive muita paciência de ler – precisei de uma semana para terminar a leitura – tenho certeza que poderia ter utilizado o dinheiro de outra forma, em vez de gastar comprando o livro. Na verdade, gostei bastante do livro e não demorei uma semana para ler. Pelo contrário, li em dois dias. Ah! Também não comprei o livro, consegui emprestado.

O parágrafo acima faz uma alusão a Introdução que o autor faz no livro, parte essa que me chamou bastante a atenção. Fiquei muito intrigado quando ele diz que em publicidade, é muito comum mentir a respeito de coisas que ninguém vai ter paciência de checar. Também é curioso o fato do autor, quando criança querer ser jornalista, e não publicitário (aliás, acho que quando somos crianças, sequer sabemos que existe essa profissão).

Quando Stalimir diz que trabalhou na DPZ – que é o grande nome da publicidade brasileira, desejo de nove entre dez clientes e sonho dourado de “dez entre dez” profissionais – podemos ter uma ideia mais clara e prática de que tudo o que é dito no livro tem razão de ser. O início na DPZ foi em 1981, tomando conta dos estagiários. É até engraçado a maneira como ele se refere aos estagiários, ele diz: – por mais que se diga o contrário, estagiário atrapalha, sim!

O que mais me chama a atenção em todo o livro é a explicação do autor para os atos criativos. Tenho certeza que muitas pessoas – inclusive eu mesmo – achamos que a criação é um dom dado apenas para algumas pessoas. Confesso que algumas vezes me peguei pensando se eu seria capaz de criar um título, um anúncio, um comercial quando estivesse realmente trabalhando com isso. Algumas partes do livro são realmente esclarecedoras, quando dizem que a criatividade pode ser sim trabalhada, e depende de muitos fatores.

Os exemplos de criação de algumas peças publicitárias ao longo do livro nos dão uma noção de como é, na prática, o desenvolvimento do raciocínio criativo. Quando o autor diz que não existe fórmula para ser criativo. O que existe é uma atitude aberta à informação, o estímulo à sensibilidade, o cultivo da oportunidade de reflexão.

RECOMENDAÇÃO

O livro é bastante útil para universitários que estão entrando no mundo da criação publicitária. É indicado para quem não se acha criativo ou para quem pensa que criar é como um passe de mágica. Ele é bastante explicativo no que diz respeito a como a criatividade nasce. Como pode ser observado nas aulas de Inovação de Criatividade, existem vários fatores, inclusive psicológicos que devem ser levados em consideração quando se pensa em criatividade.

IDENTIFICAÇÃO DO AUTOR DA OBRA

Stalimir Vieira, publicitário com mais de 30 anos de experiência, dirigiu a criação na DPZ, na W/Brasil e na Bates, em São Paulo, e na DDB Argentina. Foi professor de graduação e pós-graduação e coordenador da cadeira de criação e inovação da Escola Superior de Propaganda e Marketing. É membro do Conselho de Ética do Conar. Tem artigos publicados em importantes meios de comunicação, realiza conferências em todo o Brasil, na Argentina, me Moçambique, Angola e cuba e é professor convidado da Universidade de Havana. É autor de Marca: o que o coração não sente os olhos não vêem (reflexões sobre marketing e ética) e co-autor de Propaganda: profissionais ensinam como se faz.

IDENTIFICAÇÃO DO AUTOR DA RESENHA

“Fulano de tal”, acadêmico do curso de Ciências Sociais da “Universidade não sei da onde”, com habilitação em Publicidade e Propaganda, “tal período”.

PêlamôdiDeus, não vá copiar, colar e imprimir isto aqui. Nossa intenção é que você tenha uma base para construir seus trabalhos.

Entry filed under: Inovação e Criatividade. Tags: , , , .

Os Olimpianos Os 25 melhores jingles

11 Comentários Add your own

  • 1. Anônimo  |  7 de abril de 2014 às 23:08

    Acabei de ler o livro, e essa resenha ajudou muito a compreender de forma completa o conteúdo! Obrigado!

    Responder
  • 2. Felipe  |  2 de janeiro de 2012 às 02:57

    Ótima resenha. Também já li o livro e me encantei com o conteúdo. Tem alguma dica de outro livro bacana?

    Responder
    • 3. quasepublicitarios  |  10 de janeiro de 2012 às 18:42

      Obrigado Felipe,

      Outro livro bem bacana é Os 10 Mandamentos da Propaganda – Bob Garfield. Gostei bastante.

      Responder
  • 4. laisse  |  28 de agosto de 2011 às 11:38

    Nossa boa demais eu estava lendo o livro e agora já tenho outro pensamento
    tu me ajudou a saber o que realmente o livro quer passar para os leitores parabéns

    Responder
    • 5. quasepublicitarios  |  29 de agosto de 2011 às 11:59

      É sempre um prazer ajudar. Estamos aqui para isso!
      Bj grande…

      Responder
  • 6. Carol  |  9 de abril de 2011 às 18:19

    muito boa a resenha *_* ajudou demaaaais obri😀

    Responder
  • 8. Julio Bering  |  30 de março de 2011 às 09:18

    Ajudou muito valeu…

    Responder
  • 10. Stalimir Vieira  |  13 de março de 2011 às 13:17

    Bicho, a sua resenha é original demais para ser usada como genérico. Vai dar na vista.

    Responder
    • 11. quasepublicitarios  |  14 de março de 2011 às 10:49

      Que nada. Esta resenha é só para que outros alunos tenham uma referência, uma base. Apenas isso.

      Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Top of Mind

Nosso contato

quasepublicitarios@gmail.com

Envie suas dicas
Compartilhe seus trabalhos
Sugira algum conteúdo
Tire suas dúvidas
Solicite uma parceria

Quase recomenda blogs

Curta o Quase no Facebook

Frase da vez

"O melhor jeito de ser mais atento e menos ingênuo, é ler demais e assistir de menos."

Satre Júnior

Verbetes da vez

COPIÃO - Primeira seleção montada das cenas - filmadas - de um comercial, para análise e decisão final sobre a montagem ou edição. (Ver Edição e Montagem)

COPY - Texto, em inglês. Termo utilizado para definir o texto de uma peça publicitária.

COPYRIGHT - Direito legal de propriedade de um texto, frase, livro, obra de arte, música ou qualquer outra forma de expressão.

Slogans da vez

Brahama - A número 1! / Refresca até pensamento!

Unimed - O melhor plano de saúde é viver. O segundo é UNIMED.

Quick - Faz do leite uma alegria.

Anúncio da vez

Shopping Piracicaba

All Type da vez

Clique para aumentar

Material Esportivo

Garoto propaganda da vez

Tony the tiger

A marca da vez

Clique com a roda do mouse

Hugo Boss

QUASE no facebook

Adicione o QUASE no orkut

QUASE no Twitter

Siga o QUASE no twitter

Quase no YouTube

Acompanhe o canal do QUASE no youtube

Posts anteriores

Pérolas da vez

Aluno diz: - profª, podemos fazer um intervalinho; Profª responde: - é, é o filme uma linda mulher. Pode alugar que é bom.
***
Profª diz: Estão vendo este slide? Então, isso é o coração; isso é o bonequinho da oi (apontando para o bonequinho da vivo).
***
Profª diz: Os publicitários devem ser como detetives. Igual aquele detetive "Xerox Holmes" --> Juro que ela falou isso!
***
Prof diz: Semana q vem traz um vídeo do Super Bowl, um vídeo em Jpeg. VÍDEO EM JPEG??? Ai Pai altíssimo. Qta ignorância.
***
Prof. diz: Vamos fazer uma votação pra escolher o melhor jingle. Qual vocês preferem?
Turma responde: Quais os jingles que tem?
Prof. diz: - Só um.
Turma responde: Ué, então vai fazer votação pra que?
***
Prof informa: "Pessoal, não dá pra imprimir branco"
Aluno 1: "Ué, mas e se eu quiser..."
Aluno 2: "E se eu levar na gráfica..."
Aluno 3: "Ué, mas tem um cartaz aí na parede com letras brancas."
Aluno 4: "Mas e se..."
Prof interrompe: "Gente, o branco é o do papel"
Aluno 1: "Mas e se o papel for verde, tem como?"
Aluno 2: "O prof. a parede é branca."
Prof interrompe (meio puto já): "A parede não passou na impressora né?"
***
Prof pergunta: "Quais os 4 P's do marketing"
Aluno responde: "Compras, Comércio, Causas, Cidade"
***
Prof pergunta: "Digam um local no Rio de Janeiro em que morem pessoas da classe A".
Aluno responde: "Brasília"
***
Aguardando o próximo King Kong

Já passaram por aqui:

  • 1,761,046 QuasePublicitário(a)s

Vagas pelo Twitter

@CiadeTalentos - Oferece vagas para jovens profissionais, principalmente para trainees.

@michaelpagebr - Oportunidades para executivos de média e alta gerência.

@asapexec - Recruta profissionais de diferentes funções e mercados.

@vagas - Oferece vagas e dicas sobre cursos.

@DMRH - Trabalha posições com alto grau de complexidade. Portanto, é para profissionais mais experientes.

@job4dev - Oportunidades no mercado de TI.

@vagasnaweb - Oferece estágios e empregos para os profissionais de web.

@EmpregoBrasil - Vagas para profissionais de todos os níveis.

@elancers_net - Site de recrutamento, divulga empregos e publica notícias.

@PCIconcursos - Divulga empregos, estágios e o calendário de concursos públicos.

@curriculumvagas - Anuncia empregos para os mais variados níveis e funções em todo o Brasil.

@link_zero - Oferece vagas para jornalistas.

@frilas - Vagas para projetos específicos e temporários nas áreas de comunicação, publicidade e tecnologia.

@publicijobs - Informações sobre freelances e empregos que possam interessar aos mais variados tipos de profissionais da área da Comunicação.

Twitters das agências

Agência Fischer+Fala!
@FischerFala

Agência Talent
@TalentProp

Agência Loducca
@AgenciaLoducca

Agência DPZ
@dpzpropaganda

Agência Young & Rubicam
@YoungBrasil

Agência Ogilvy
@OgilvyPRBrasil

Agência Almap BBDO
@AlmapBBDO

Agência Lew,Lara TBWA
@LewLaraTBWA

Agência JWT
@JWT_Brasil

Agência Bullet
@blogdabullet

Agência F/Nazca
@fnazca

Agência DM9DDB
@DM9DDB

Agência Click
@agenciaclick

Agência África
@agenciaafrica

Quase é notícia

Quem curte o QUASE…


%d blogueiros gostam disto: